Autor best-seller reconta a maior revolta indígena do Brasil em romance épico

Uma história de amor e guerra durante a nossa maior revolta indígena, com reconstituição histórica fidedigna, pelo autor do best-seller Novo Mundo em Chamas.

A fundação de duas das mais importantes cidades do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, está intrinsecamente ligada a um conflito ainda pouco lembrado na História do país, a nossa maior revolta indígena: a Confederação dos Tamoios. Esse embate, que viu décadas de grandes batalhas pelo atual Sudeste brasileiro, é pano de fundo para o novo romance do premiado autor Víktor WaewellGuerra dos Mil Povos.

As batalhas entre povos indígenas e colonizadores portugueses se deram, entre outros locais, em plena Baía de Guanabara, no Estuário de Santos e nas matas ao redor da então Vila de São Paulo, na segunda metade do século XVI. Mesmo sendo uma obra de ficção, os principais acontecimentos e grande parte dos personagens são históricos, entre caciques, padres jesuítas e autoridades portuguesas, sempre com base em vasta pesquisa e com revisão pelos historiadores Gláucio Cerqueira e Náuplia Lopes.

Em meio à reconstrução minuciosa do contexto, Waewell traça um enredo vibrante e declarado pelos leitores como impossível parar de ler, com destaque para uma história de amor em meio à guerra. Afonso, protagonista da obra, é um ex-guerreiro português que se apaixona por Aiyra, uma nativa em busca de vingança e completamente imersa no embate contra a coroa.

Afonso viu Aiyra pegar uma corda no saco de viagem, o que seria para amarrá-lo. A lâmina pressionou mais a garganta, de modo que mal poderia falar sem se cortar. Fios de suor corriam pelo corpo. Seu coração galopava. Eram muitas as histórias sobre os que eram apanhados com vida pelos nativos, todas horrendas. (Guerra dos Mil Povos, p. 139)

A trama apresenta outros personagens igualmente cativantes, como Kaiyke, o irmão gêmeo de Aiyra, Sebastião, um templário que tenta enriquecer com o comércio escravista, e Heloísa, uma prostituta que decidiu nunca mais se deitar por dinheiro, com núcleos paralelos que envolvem amor e ódio, amizades e traições, e pitadas de humor. O estilo único da narrativa traz uma experiência vívida, como se o leitor estivesse nas cenas.

Por meio de uma reconstituição histórica fidedigna, Víktor Waewell apresenta, com riqueza de detalhes, a ambientação e as especificidades do momento que permanece um dos maiores símbolos nacionais de resistência e preservação da cultura indígena. Da mesma forma, permite ao leitor familiarizar-se com o contexto em que se deu a criação de São Paulo, logo no início do conflito, e do Rio de Janeiro, fundada por Estácio de Sá como maneira de firmar autoridade sobre o território que, ao final da revolta, acabou conquistado.

Ficha técnica 

Título: Guerra dos Mil Povos 
Autor: Víktor Waewell 
ISBN: 978-65-00-83554-0 
Páginas: 512 
Preço: R$ 54,00 (físico) | R$ 24,90 (e-book) 
Onde encontrar: Amazon 

Víktor Waewell

Víktor Waewell é uma das novas vozes da literatura brasileira e tem foco em ficção histórica. Emprega rigor acadêmico no trabalho literário a partir de vasta pesquisa e revisão por historiadores. “Novo Mundo em Chamas”, romance de estreia do autor, tornou-se um best-seller e foi semifinalista do Oceanos 2021, um dos maiores prêmios literários de língua portuguesa. Guerra dos Mil Povos é o segundo lançamento do escritor e também tem como base um período importante da história brasileira.

Continue lendo:

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Beatriz Cintra
Beatriz Cintra

Olá galera! Meu nome é Beatriz, sou estudante de jornalismo e completamente apaixonada por livros. Uma twitteira assídua que chora por Harry Potter até hoje.

Artigos: 73
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários