Série reúne coreógrafos para traçar panorama da dança no Brasil

Na próxima semana, o Curta! traz a série "Coreografia, o Desenho da Dança no Brasil", além da estreia de episódio de “Histórias da Gente Brasileira”.

Chega ao Curta! a série “Coreografia, o Desenho da Dança no Brasil”, que traz grandes coreógrafos dispostos a refletir sobre seus processos criativos. Dividida em 13 episódios, a produção discute a elaboração da dança desde o seu embrião — ou seja, desde o momento em que é apenas uma ideia — até ser visualizada como movimento e, enfim, ser expressa como arte através do corpo.

Dança no Brasil
A coreógrafa Célia Gouvêa (Crédito: Divulgação/Curta!)

Dirigida por Fernanda Heinz Figueiredo, cada episódio da série enfoca o trabalho de um(a) coreógrafo(a) — com exceção do terceiro episódio, que traz uma dupla. São eles: Célia Gouvêa, Luis Arrieta, Décio Otero e Marika Gidali, Henrique Rodovalho, Marta Soares, Ismael Ivo, Sandro Borelli, Claudia Palma, Mauricio de Oliveira, Rui Moreira, Jomar Mesquita, Marcia Milhazes e Mariana Muniz.

No primeiro episódio, sobre Célia Gouvêa, o público estará diante de um dos maiores nomes da dança brasileira. Entre ensaios, bastidores e cenas de espetáculos, a série mostra um trabalho em que a inquietude é uma virtude. Célia é uma pesquisadora do movimento e usa a linguagem de forma múltipla. Para ajudar a desvendar o processo criativo e a dimensionar seu importante papel na dança brasileira, a série apresenta entrevistas como a de Inês Bogéa, diretora da São Paulo Companhia de Dança.

Encerrando o episódio, Célia apresenta uma de suas coreografias em uma performance solo e, em depoimento, enfatiza: “A dança está plantada, construída, como esse manancial do qual escorre a vida. Isso é a dança”.

“Coreografia, o Desenho da Dança no Brasil” também está no CurtaOn – Clube de Documentários, disponível no Prime Video Channels, da Amazon, na Claro TV+ e no site oficial da plataforma (CurtaOn.com.br). A exibição é no dia temático Quartas de Cena e Cinema, 15 de maio, às 23h.

Novo episódio de ‘Histórias da Gente Brasileira’ mostra os hábitos da Belle Époque do Império

O Brasil também teve a sua ‘Belle Époque’ nos tempos do Império, quando novos padrões de comportamento e de consumo se desenvolveram conforme cresciam os espaços urbanos. Esse é o foco do episódio inédito de “Histórias da Gente Brasileira” intitulado “Império — Fazendo Social”, uma estreia exclusiva do Curta!, também disponível no CurtaOn – Clube de Documentários.

Apresentada pela historiadora Mary Del Priore e dirigida por Beca Furtado, a série traz especialistas a cada episódio. Neste, os convidados são Claudio Gabriel, Jurandir Malerba, Marize Malta e Victor Andrade de Melo. Eles explicam que, naquele contexto, cafés, confeitarias, teatros e até mesmo botequins se popularizaram cada vez mais, assim como a busca por livros e jornais. A vida na cidade convidava à sociabilidade, principalmente a masculina, e dela surgiam “personagens” como o flâneur — aquele que caminha por entre as pessoas, observando de perto os detalhes cotidianos, um conhecedor dos meandros das ruas.

“Histórias da Gente Brasileira” é uma produção da Giros viabilizada pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). A série também pode ser assistida no CurtaOn – Clube de Documentários, streaming disponível no Prime Video Channels — da Amazon —, na Claro TV+ e no site oficial da plataforma. A estreia do episódio no Curta! é no dia temático Sextas de História e Sociedade, 17 de maio, às 23h30.

Segundas da Música – 13/05

21h – “Chiquinha Gonzaga — Música Substantivo Feminino” (Documentário)

Filha de uma mulher negra liberta e de um homem branco de família aristocrática, a compositora e pianista Chiquinha Gonzaga (1847-1935) enfrentou as barreiras sociais e morais do seu tempo para construir uma obra duradoura que perpassa diversos gêneros musicais. Atenta às sonoridades da rua, ela se tornou um ícone da liberdade. Direção: Igor Miguel e Juliana Baraúna. Duração: 56 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 14 de maio, terça-feira, às 1h e às 15h; 15 de maio, quarta-feira, às 9h; 18 de maio, sábado, às 16h e 19 de maio, domingo, às 21h.


Terças das Artes – 14/05

23h – “As Aventuras da Arte Moderna” (Série) – Episódio: “Boemia”

O episódio apresenta um retrato do alegre início do século XX e do grupo boêmio formado em Montmartre por Max Jacob, Pablo Picasso, Guillaume Apollinaire, André Derain e Maurice de Vlaminck; mostra, em contraste, a vida de austeridade de Henri Matisse; aborda o nascimento do fauvismo; e explora a visão de modernidade de Pablo Picasso. Direção: Amelie Harrault e Pauline Gaillard. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 15 de maio,quarta-feira, às 3h e às 17h; 16 de maio, quinta-feira, às 11h; 18 de maio, sábado, às 17h; 20 de maio, segunda-feira, às 00h45.


Quartas de Cena e Cinema – 15/05

23h – “Coreografia, O Desenho da Dança no Brasil” (Série) – Episódio: “Célia Gouvêa”

Um dos grandes nomes da dança brasileira, criadora inquieta e antenada, Célia Gouvêa nunca se rendeu ao comodismo estético. Seu espírito de pesquisadora e o uso de uma linguagem multidisciplinar desaguam em inúmeras criações de impacto e a levam a criar a peça solo “Alavancas e Dobradiças”, um trabalho autobiográfico que questiona a proliferação atual dos relatos pessoais cênicos. Direção: Fernanda Heinz Figueiredo. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 16 de maio, quinta-feira, às 3h e às 17h; 17 de maio, sexta-feira, às 11h e 18 de maio, sábado, às 8h.

Quintas do Pensamento – 16/05

21h45 – “João Por Inez” (Documentário de curta-metragem)

João por Inez

Com imagens inéditas do acervo da família Cabral de Melo, temos acesso a momentos da vida privada de João Cabral, em mais de 10 países onde o poeta cumpriu funções diplomáticas. Sua filha, Inez Cabral, é quem narra e apresenta sua perspectiva sobre o pai, pois além de ter vivido e circulado pelo mundo com ele, ela conhece profundamente sua obra e seu processo de criação. Direção: Bebeto Abrantes. Duração: 9 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 17 de maio, sexta-feira, às 01h45 e às 15h45; 18 de maio, sábado, às 13h35; 19 de maio, domingo, às 17h35; 20 de maio, segunda-feira, 09h45.

Sextas de História e Sociedade – 17/05

23h30 – “Histórias da Gente Brasileira” (Série) – Episódio: “Império – Fazendo Social” – INÉDITO E EXCLUSIVO

Os padrões de comportamento e vida social mudaram com a passagem da colônia para o império. Era a Belle Époque dando o ar de sua graça, convidando a população das cidades a frequentar confeitarias e teatros, a consumirem livros e jornais. Os crescentes hábitos de sociabilidade, sobretudo masculina, fizeram nascer o botequim, que gerou as figuras do bebedor solitário e do charmoso flâneur. Direção: Beca Furtado. Duração: 26 min. Classificação: 10 anos. Horários alternativos: 18 de maio, sábado, às 03h30 e às 11h; 19 de maio, domingo, às 18h; 20 de maio, segunda-feira, 17h30; 21 de maio, terça-feira, às 11h30.

Sábado – 18/05

22h – “Cássia Eller” (Documentário)

Cássia Eller é uma figura icônica da música brasileira. Sua breve passagem pelo cenário musical nos anos 1990 deixou uma marca inegável. Com seu talento e carisma, expôs tabus e demonstrou sua força como pessoa pública. Sua morte, em 2001, teve repercussão nacional. Diretor: Paulo Henrique Fontenelle. Duração: 113 min. Classificação: 12 anos. Horários Alternativos: 19 de maio, domingo, às 15h30 e 20 de maio, segunda-feira, às 02h.

Domingo – 19/05

20h – “Cineastas” (Série) – Episódio: “Cacá Diegues”

O grande cineasta brasileiro Cacá Diegues relembra seus filmes, desde a década de 1960, e o Brasil da época, que o levou ao exílio na Europa. Betty Faria, Zezé Motta, Arnaldo Jabor, Orlando Senna e Antônio Pitanga falam de suas experiências no cinema com o diretor. Diretora: Hermes Leal. Duração: 45 min. Classificação: Livre.

Continue lendo:

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Pedro Hilário
Pedro Hilário

Nerd, gamer, amante de HQs, filmes de terror, colecionador de CDs de bandas que ninguém conhece, barman e Streamer. Prazer, eu sou Hilário.

Artigos: 1137
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários