5 motivos para jogar HADES

Indicado a jogo do ano em 2020, HADES nos dá a perigosa missão de fugir do inferno.

HADES é um jogo no estilo roguelike que foi lançado em 17 de setembro de 2020, após um período de acesso antecipado em dezembro de 2018. Candidato a jogo do ano em 2020, o jogo foi desenvolvido pela Supergiant Games e está atualmente disponível para PCs e Nintendo Switch.

HADES nos leva a uma aventura ambientada na mitologia grega, e devemos ajudar nosso protagonista Zagreu, filho de Hades, a escapar dos confins do inferno onde vive e ir até a superfície. Apresentando qualidade técnica impecável e detalhes que enchem os olhos, o jogo se torna uma experiência extremamente cativante para fãs do gênero, de mitologia grega e de games no geral.

Assim sendo, apresentamos aqui 5 motivos para vocês jogar HADES e ajudar Zagreu em sua jornada.

1 – Os personagens

Megaira, Zagreu e Tânatos alinhados.
Megaira, Zagreu e Tânatos.

Começamos a lista com um dos aspectos mais incríveis e cativantes do jogo: seus personagens.

Não é novidade que a cultura pop tem usado e abusado da representação de heróis e deuses da mitologia grega, mas em HADES isso é feito com maestria pelo time da Supergiant Games. Todos os personagens são incrivelmente carismáticos e únicos, a atuação na dublagem junto do estilo de arte que escolheram para caracterizá-los se complementam perfeitamente.

Mesmo encontrando de forma “aleatória” os deuses, no momento em que iremos receber suas bênçãos para nos ajudar na jornada, a forma como eles são retratados e suas falas nos cativam e nos mantêm ligados na história. Tenho certeza que você irá querer jogar mais e mais apenas para ouvir o que seu personagem favorito tem a dizer quando for encontrado novamente.

É impossível não se envolver com a jornada de nosso herói e com o carisma dos personagens.

2 – Gameplay

Tela de gameplay onde Zagreu enfrenta inimigos.
Uma das muitas câmaras que você irá percorrer no jogo.

A gameplay de HADES é extremamente fluida e intuitiva, e os comandos simples do jogo auxiliam na progressão da jornada. O arsenal de movimentos inclui uma esquiva, dois tipos de ataque e um botão para o “tiro”, além de algumas outras habilidades destravadas dependendo das bênçãos adquiridas e da sua evolução.

O principal atrativo e fator de diversão, no entanto, está na junção de vários elementos presentes no jogo. O jogador terá acesso a um pequeno arsenal de armas, mas as quase infinitas possibilidades de combinações de tais armas com as bençãos dadas pelos olimpianos faz com que cada “run” seja diferente e divertida.

Com uma dificuldade desafiadora, porém justa, o jogo testa suas habilidades e poder de decisão enquanto escolhe que upgrades obter e que caminhos seguir para avançar pelo submundo. Como um bom roguelike, você irá aprender muito com suas mortes (e serão muitas), porém a progressão é feita de forma tão orgânica que o jogador acaba não se frustrando e cada morte traz novas possibilidades e avanços na história.

E por falar em história…

3 – História

Hades sentado em seu trono.
Hades, o Deus do submundo e pai do nosso herói.

A história do jogo é simples, porém surpreende na forma como é contada. Ao progredir e continuar tentando escapar do submundo, Zagreu pode encontrar aliados e inimigos e, cada vez que conversar com eles, um diálogo diferente será mostrado, contando um pouco mais daquele personagem e desenvolvendo a história do jogo como um todo.

Incrível o trabalho que tiveram e o cuidado com os detalhes, jogando por inúmeras horas eu não me deparei com nenhum diálogo repetido e todos eles faziam sentido com o momento em que eu estava na história, o que aumentava ainda mais a minha sensação de progressão e avanço.

Simplesmente genial como Zagreu vai descobrindo os segredos de seu pai e do submundo e a forma como a história nos é mostrada. Nada é cansativo e tudo é bem instigante.

4 – Aspectos técnicos

O quarto de Zagreu.
Zagreu em seu quarto.

E falando em atenção e cuidado aos detalhes, aqui o time da Supergiant Games dá uma aula de como se fazer um jogo.

Os gráficos são lindos e a direção artística está impecável, com cores vibrantes, que saltam aos olhos, e cenários muito bem desenhados. É como se cada cantinho do submundo tivesse um pedacinho da história esperando pra ser desvendado. O jogo tem muita personalidade.

O design de personagens é incrível e o estilo de arte que utilizaram para ilustrar os heróis e deuses que encontramos combina muito. Aliando isso à grande atuação dos dubladores que dão voz aos personagens, só tem a acrescentar a qualidade final do produto.

Mais um ponto que enche os ouvidos, nesse caso, a trilha sonora e a dublagem são muito bem produzidas e elevam a personalidade que o jogo tem. Você pode conferir a trilha sonora oficial de HADES tanto no YouTube quanto no Spotify, e com certeza vale a pena.

5 – Zagreu

Zagreu em pé na frente de um portão.
Nosso protagonista, Zagreu.

E para completar nossa lista, um dos maiores motivos pra jogar HADES não podia ser outro. Trata-se do nosso protagonista Zagreu, um personagem extremamente carismático e que está determinado a conseguir realizar seus objetivos.

A atuação sem igual de Darren Korb, que além de dar voz ao nosso herói, também participou na produção das músicas e de efeitos sonoros do jogo, só nos conecta ainda mais com a motivação do nosso querido protagonista.

Zagreu tem uma serenidade ao falar, mas ao mesmo tempo se mostra firme e decidido no que quer, além de também ser sarcástico quando precisa e ter um ótimo senso de humor. Difícil não se apegar ao príncipe do submundo.

Um dos aspectos mais divertidos do jogo é ver como Zagreu manipula suas armas e as combina com as bênçãos dadas pelos seus familiares, que efeitos elas irão causar e que modificações você poderá encontrar pelo caminho. Isso desbloqueia, assim, todo o potencial do nosso herói, o qual se mostra muito habilidoso em combate.

A jornada do príncipe do submundo é perigosa, porém ele não se deixa abalar e segue sempre tentando. Além de tudo, ele ama cachorros. Seu cão Cérbero ama os carinhos do príncipe!!!

Zagreu acaricia seu cachorro, Cérbero.
Cérbero ama carinho!!!

HADES é uma aventura única e fez jus à sua indicação de jogo do ano em 2020.

É um roguelike com aspectos técnicos incríveis e cheio de detalhes, imenso fator replay, ótimo level design, trilha sonora impecável e personagens muito carismáticos. Portanto, HADES rende muitas horas de diversão. Super recomendado.

Leia também:

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Luna | A Patroa da Redação
Luna | A Patroa da Redação

Já pensou em começar a valorizar o Jornalismo Cultural Independente hoje?

Artigos: 1325
Se inscrever
Notificar de
guest
3 Comentários
Mais velho
Mais novo Mais votado
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
H1za

Bater em Deus é muito bom

Pedro Hilário

Não tem coisa melhor, a gente começa em God of War e vê o quanto é divertido, eu não paro mais!

[…] 5 motivos para jogar HADES […]