Crítica | Diablo IV e o retorno de Lilith ao Santuário

Diablo IV é o mais novo jogo da franquia que trás Lilith, a criadora do Santuário de volta ao seu lar. Agora, você e um dos últimos Horadrim vão tentar parar o avanço de um mal a muito temido pelo Santuário.

Por muito tempo, essa sequência foi esperada. Após mais de 10 anos do lançamento do Diablo III, Diablo IV é muito bem recebido e entrega muita coisa diferente dos outros jogos da franquia. A campanha recebeu um tratamento que os outros jogos não haviam recebido. A imersão se tornou maior e o fato do jogo ser um mundo aberto trouxe novas perspectivas, onde o jogador mais fã até o que nunca jogou a franquia vai gostar.

Após os acontecimentos do último jogo, Diablo foi expulso do santuário e voltou para os confins do inferno junto de seus irmãos. Mais de cinquenta anos se passaram, e Lilith, a filha do mal primordial Mefisto foi invocada e ameaça consumir o mundo.

Diablo IV Lilith e Elias
Lilith chega ao Santuário graças ao ritual feito por Elias

Lilith teve sua primeira aparição em Diablo II como chefe de um dos portais para a abertura de Uber Tristam, entretanto, foi apenas em Diablo IV que ela assume seu papel. Ao roubar a pedra do mundo junto do anjo Inárius, eles criaram o Santuário, um novo mundo em que todos poderiam viver em paz, e com infinitas possibilidades. Porém, o renascimento de Lilith ao santuário trouxe duvidas e inseguranças, e com isso, o medo do que a filha do mal supremo Mefisto poderia fazer.

Durante um ritual em que você, contra sua vontade tem contato com as pétalas de sangue de Lilith, o velho Lorath aparece para te ajudar e, por sorte, vocês sobrevivem. Entretanto a pétala de sangue cria uma ligação entre você e Lilith, e sua caminhada começa aqui.

A esperança do mundo esta nas suas mãos e dos poucos Horadrim que ainda existem, e que guardam sabedoria e segredos sobre os males primordiais, e sobre a história do mundo, e cabe a você e a Lorath tentar parar o avanço de Lilith.

Diablo VI História

O jogo mantem o estilo de jogabilidade já conhecido nos outros jogos da franquia, com um combate mais rápido e estratégico, você vai precisar aprender a desviar de ataques com a esquiva em vários momentos, alterando aquele estilo de jogo em que você sabe que vai obrigatoriamente receber o ataque dos inimigos. O que trouxe uma nova dinâmica e mais atenção ao combate, e não apenas usar a habilidade do personagem até limpar o mapa.

Cada uma das classes conta com habilidades especiais que são desbloqueadas em um certo nível, o Bárbaro tem seu sistema de armas, utilizando 3 conjuntos de armas diferentes, sendo 2 de duas mãos e 2 de uma mão, quanto mais dano você causa mais bônus elas vão recebendo. O Druída é abençoado com um elo com os espíritos dos animais em Túr Dúlra, podendo ter 2 bônus de um mesmo espirito.

Diablo IV Loading
A primeira temporada trouxe novas telas de loading com o seu grupo

O Necromante faz uso do Livros dos Mortos, onde seus Esqueletos Guerreiros, Magos e o Golem tem bônus que você pode escolher e os tornar mais fortes. A Maga pode encantar seus ataques, onde no nível 15 e no 30 você desbloqueia um “slot” em que pode colocar uma de suas habilidades, por exemplo, sempre que você atacar e tiver Bola de fogo em um slot “sempre que um monstro morrer, ele explore em uma bola de fogo“. E o renegado tem suas Especializações, onde ele faz combos e acumula suas bônus de dano entre outros.

Outra grande diferença no Diablo IV foi o mapa estilo mundo aberto, com muito mais liberdade aos jogadores e uma sensação de imersão muito maior que os outros jogos, trazendo fauna e flora totalmente diferente para cada área, junto com inimigos específicos de cada área.

Diablo IV Inventário
Eu esperava um inventário um pouco mais interessante, porém ele é extremamente prático

O estilo de passar de nível continua parecido, você ganha um ponto para atribuir em suas habilidades a cada nível alcançado, porém a árvore de habilidades sofreu algumas alterações. De inicio, a ela pode parecer um pouco confusa, mas com o tempo você entende as funcionalidades dela, fora que o jogo te da a opção de, utilizando ouro, resgatar algum ou todos os pontos que você gastou errado durante sua jornada. Só tome cuidado, com o tempo, o valor fica mais salgado do que deveria se você resetar demais seus pontos.

Os personagens tem como limite o nível 100, até o nível 49 os pontos serão atribuídos as habilidades, do 50 em diante você começa com os pontos de excelência, ou paragon, onde uma espécie de tabuleiro é apresentado e você deve escolher qual o melhor caminho e os quais bônus serão melhores para sua build. Vale lembrar que os pontos de excelência não são pra conta, e sim para o seu personagem, diferente do que utilizávamos em Diablo III.

Diablo IV Arquitetura
Diablo IV volta com o ar sombrio e nada amigável

O jogo teve uma repaginada em sua paleta de cores e voltou com o aspecto sombrio que foi perdido em Diablo 3. Com mapas bem variados, uma transição de fauna e inimigos bem agradável, agora temos uma gama de inimigos mais específicos para cada área, como ursos polares em locais com neve, cobras e escorpiões em desertos e muito mais.

A qualidade sonora do jogo se manteve forte, com músicas que que muitas vezes vão marcar as dungeons, algumas são apenas para aumentar a ambientação, mas sempre ali chamando atenção. Durante as cutscenes e diálogos, o silêncio muitas vezes se faz presente, gerando maior tensão em vários momentos do jogo.

Fora o trabalho impecável com a dublagem do jogo, com nomes fortes como Ricardo Juarez (Kratos em God of War), Duda Ribeiro (Batman em Gotham Knights), Francisco Junior (Escanor em Os Sete pecados Capitais), Letícia Quinto (Saori em Cavaleiros do Zodíaco) e Mariangela Cantú (Adria em Diablo III). A direção de dublagem estava nas mãos do Cristiano Torreão que fez um trabalho incrível a Radioativa Games Sound.

Diablo VI Missão Secundária
Lembre de fazer as missões secundárias, muitas delas vão trazer informações importantes.

Diablo IV preocupou muitos jogadores com o anuncio das famosas “micro transações”, por enquanto o jogo conta apenas com itens cosméticos, porém o valor deles é um pouco fora do convencional, enquanto a média do conjunto de skins fica entre R$ 50-70, a tia Blizzard já começou com vários conjuntos ultrapassando o valor dos R$ 100, o que, para cosmético, é bem algo bem caro. Vale lembrar que muitas das skins vendidas na loja podem ser adquiridas em eventos como World boss e no mapa com PvP liberado.

Diablo IV World Boss
Os World Boss são eventos que acontecem a cada 6 horas, então fique atento aos avisos do jogo

Diablo IV é um colírio para os olhos, trouxe um sistema mais denso de habilidades, desde um novo modelo de árvore de habilidades até o sistema de excelência inspirado em Path of Exile bem mais interessante e com novas funções, bem diferente do que era no Diablo III. Outro grande acerto foi deixar o jogo crossplaytaform, ou sejam, não importam se você joga no pc ou console, vocês podem jogar juntos tranquilamente.

A Blizzard acertou em cheio nos diálogos e nas cutscenes, com uma imersão muito maior que tivemos em outros jogos da franquia, das interações com cenários que não existiam, missões secundárias que falam mais da história, cultura das cidades e dos heróis do santuário até eventos de chefes mundiais que acontecem a cada seis horas, podendo ter até 12 jogadores simultâneos lutando contra eles.

Mesmo se você não for um fã da franquia ou nunca jogou nenhum dos outros jogos, pode ir sem medo em Diablo IV, você pode perder algumas referências, mas o jogo vai te cativar do começo ao fim. Diablo IV esta disponível para PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X|S e PC.

Continue lendo:

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Pedro Hilário
Pedro Hilário

Nerd, gamer, amante de HQs, filmes de terror, colecionador de CDs de bandas que ninguém conhece, barman e Streamer. Prazer, eu sou Hilário.

Artigos: 1093
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários