‘A Colmeia’ estreia nos Cinemas dia 30 de junho5 minutos

Suspense dramático acompanha os conflitos de um grupo de imigrantes alemães

Um grupo de imigrantes alemães vive isolado no interior do sul do Brasil. Eles tentam ser invisíveis, mas o medo do que pode estar no seu entorno os faz frágeis e os leva a violentos conflitos entre si. Mayla, a jovem adolescente luta para fugir daquele lugar. Oprimida pelos adultos e traída pelo próprio irmão gêmeo, ela tem um destino sombrio e diferente do que esperava. A carne de Mayla é doce num tempo amargo e obscuro.

Vencedor do prêmio de Melhor longa estrangeiro do Festival Internacional de Zaragoza e cinco Kikitos na mostra gaúcha do 49º Festival de Cinema de Gramado (direção, ator, fotografia, som e arte), “A Colmeia” chega às salas de cinema do Brasil a partir do dia 30 de junho (quinta-feira). Segundo longa do realizador gaúcho Gilson Vargas, o drama psicológico acompanha um grupo de oito pessoas afastadas da civilização e como cada um lida com seus próprios demônios internos – e externos.

Elenco do longa metragem A Colmeia

Em uma casa perdida no meio do nada vive o casal Bertha e Werner, os adultos Kasper, Uli, Lila e os gêmeos adolescentes Christoffer e Mayla. Na residência também mora a empregada Erika. Lá, a força de trabalho não difere homens e mulheres, mas a palavra final é sempre de Werner. Os mais velhos veem o trabalho e o silêncio como as melhores virtudes, enquanto os jovens esperam mais da vida. O isolamento imposto afeta cada um à sua maneira. O medo e a repressão são denominadores comuns.

“A Colmeia” se passa durante o período da Segunda Guerra, quando falar alemão estava proibido em território brasileiro, além de outras várias restrições culturais. Uma atmosfera de desconfiança paira nas cidades e nos campos. A ameaça de invasores, doenças e fome também batem à porta dos habitantes da casa. Os gêmeos Mayla e Christoffer não concordam com as visões dos adultos. Christoffer prefere vagar pelas matas a enfrentar o bullying escolar e Mayla luta para fugir da colônia. A traição do próprio irmão gêmeo e uma série de agruras levam Mayla a um desfecho sombrio, onde o silêncio e a mentira escondem segredos profundos.

Para o diretor, o filme aborda temas da contemporaneidade. “‘A Colmeia’ é perpassada por diversos “favos” de subtemas que dialogam com nosso mundo de hoje, mesmo que a história se passe na primeira metade do século passado, aponta Vargas. “Esse jogo de espelhamentos entre uma ficção de época com ares de suspense e a nossa realidade atual estão refletidos nos “favos” que permeiam a narrativa. A colmeia que do lado de fora aparenta tranquilidade, mas que ao ser violada torna-se agitada e perigosa”, conclui.

Cena do filme A Colmeia

A preparação dos atores incluiu uma imersão no modo de vida dos colonos alemães. Muitos dos objetos utilizados pelos personagens foram escolhidos pelos próprios intérpretes. As filmagens aconteceram em quatro municípios do RS: Maratá, Pareci Novo, Harmonia e Bom Princípio. A casa centenária que serve de principal cenário é original do final do século XIX. Em estilo típico Enxaimel, foi restaurada especialmente para o filme. “A Colmeia” teve sua estreia mundial na Estônia, no Black Nights International Film Festival.

“A Colmeia” é uma realização da Pata Negra e tem distribuição da Lança Filmes. O financiamento é do Edital Pró-cultura RS FAC de Produção Audiovisual, realizado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul/SEDAC, e Fundo Setorial do Audiovisual, através da Ancine e BRDE.

Em cartaz nos cinemas de todo o Brasil a partir de 30 de junho de 2022

Confira o trailer de A Colmeia:

Drama/Suspense | 110 min. | País: Brasil

Classificação Indicativa: 16 anos

Instagram: @lancafilmes | Facebook:/lancafilmes | Tik Tok: @lancafilmes

Site: lancafilmes.com.br

Ficha técnica:

Direção: Gilson Vargas

Roteiro: Diones Camargo, Gilson Vargas e Matheus Borges

Produção Executiva: Gabriela Bervian e Gilson Vargas, Francisco Caselani

Direção de Produção: Deise Chagas, Eduarda Nedel e Gabriela Bervian

Direção de Fotografia: Bruno Polidoro

Montagem: Gabriela Bervian

Direção de Arte: Gilka Vargas e Iara Noemi

Som Direto: Higor Rodrigues e Tiago Meyer

Desenho de Som: Gabriela Bervian

Trilha Sonora: Leo Henkin

Distribuição: Lança Filmes

Elenco principal: Andressa Matos (Mayla), Janaina Pelizzon (Bertha), João Pedro Prates (Christoffer), Martina Fröhlich (Uli), Rafael Franskowiak (Werner), Renata de Lélis (Lila), Samuel Reginatto (Kasper) e Thais Petzhold (Erika).

Leia também:

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Imagem padrão
Daniela Palmeira
Olá pessoal! Sou estudante de jornalismo, apaixonada por literatura e cinema! Estou por aí sempre escrevendo e conversando sobre livros, filmes e séries.
Artigos: 131
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários