Crítica | Slipstream trás uma nostalgia6 minutos

Slipstream é um jogo de corrida retro inspirado no jogo OutRun da Sega e trás um frescor das novas tecnologias e muitas homenagens, se você gosta de jogos de corrida estilo arcade, você precisa jogar Slipstream e tem que ser agora!

Os jogos em pixel art e retro continuam ganhando cada vez mais espaço no mundo dos jogos, seja pela nostalgia ou pelas novas engines de jogos que permitem criar algo muito mais profundo e complexo. E hoje temos o prazer de falar de um jogo brasileiro desenvolvido pelo brasileiro Sandro Luiz que veio para esquentar o coração de muitos jogadores, e esse jogo é o Slipstream!

Slipstream é um jogo de corrida que claramente é inspirado em OutRun, jogo da Sega lançado em 1986 para os arcades e anos depois chegnado nos consoles. OutRun foi um sucesso no lançamento e continuou vendendo muito bem, sendo o jogo mais vendido da sega no ano de lançamento e vem inspirando outros jogos no mesmo estilo, porém Slipstream é uma joia rara neste meio. Com várias inspirações em outros jogos da sega, ele trás uma mecânica de drift constante no jogo e uma sensação de nostalgia que vai pegar você pelo braço e fará você jogar por horas e horas.

OutRun
OutRun foi um dos jogos que foram inspiração para o Slipstream

Slipstreaming e Drift são a essência do jogo

O jogo tem um estilo de câmera já conhecido por muitos, lembra muito o OutRun da Sega onde você tem a visão atrás do carro, porém o jogo tem duas mecânicas extremamente importantes, uma delas é o nosso clássico drift, ativar ele é bem simples, você solta o botão de acelerar, aberta o botão de freio e depois acelera novamente, pronto, seu carro esta fazendo drift, lembrando que você pode colocar o modo drift no automático, mas você pode perder um pouco de velocidade.

Slipstream
Lembre de sempre utilizar o drift nas suas curvas

O jogo trás um novo sistema de “voltar o tempo”, é como rebobinar uma fita VHS e voltar até 5 segundos de gameplay, o que é excelente para aquela curva que você bateu de frente na árvore, porém lembre que o uso é limitado, até ele carregar novamente demora um pouco.

Também temos o Slipstreaming, que consiste em aproveitar o túnel de ar que o carro da frente e com quando a palavra Slipstream completar no canto da tela você ganha velocidade. Aprenda a domina estás técnicas desde o começo porque você vai utilizar muito durante o jogo.

O jogo conta com 5 carros diferentes, cada um com suas vantagens e desvantagens e 6 modos de jogo, o modo Grand Tour você escolhe seu carro e seu objetivo é chegar até o fim antes de terminar o seu tempo, nem no estilo OutRun. Em cada parte do mapa você tem um rival diferente e o cenário muda bastante, podendo sair da cidade grande para uma fase nas montanhas ou ir do dia pra noite.

Slipstream Seleção de carro
Você pode escolher entre um dos 5 carros

Também temos o modo Grand Prix, divido em pequenas Copas assim como em Mario Kart, nele onde você pode ou não melhorar seus carros a cada corrida com a premiação dependendo da sua posição. ****Temos o modo mais comum, o modo Battle Royale, a cada volta o último colocado é expulso da corrida, até sobrar apenas um. Já no modo Cannon Ball lembra um pouco o modo Grand Tour, porém com customizações nas pistas e podendo habilitar os rivais e os adversários normais.

O Single Race onde você corre uma pista por vez, o Local Split-Screen para até 4 jogadores locais e e o modo Time Trial também esta disponível. Infelizmente o jogo não conta com um modo online

A beleza do pixel art com uma trilha sonora impecável

O jogo tem um cenário belíssimo e a qualidade do trabalho do Sandro Luiz (ansdor) simplesmente enche os olhos, de cenários como montanhas até o pôr do sol com as ondas invadindo a pista. A inspiração nos anos 80/90 é clara em tudo, começando nos carros, nas paisagens e nas cores vibrantes do jogo.

Slipstream por do sol
As pistas tem um visual de encher os olhos

A trilha sonora é composta por músicas estilo New Wave, onde vários jogos desta época abusaram desse estilo, mas o jogo não tem qualquer trilha sonora, mas composições que que vão ficar na cabeça. Elas fora feitas pelo effoharkay, que também foi responsável pelos sons do jogo, que também ficaram ótimos, mas a trilha sonora facilmente ofusca.

Vale a pena jogar Slipstream?

Eu nem penso duas vezes, vale a pena! Slipstream não é apenas uma homenagem incrível parar os clássicos da Sega como também um jogo que vai te trazer muita nostalgia, mas ainda trás um frescor de algo novo. Abarrotado de referências como a fazes inspiradas em Sonic, a chamada das corridas exatamente como a chamada das fases do Sonic. O número de de homenagens são grandes, mas nos podemos trazer isso mais tarde.

A dificuldade dele é moderada, no início ele pode parecer um jogo difícil, mas logo você acostuma com o sistema de drift e pronto, a diversão começa. O jogo trás um sentimento de nostalgia para muitos dos jogadores dos consoles de 16-bits. Se você não viveu essa época, dê uma chance a Slipstream, vai ser difícil se arrepender.

Slipstream foi lançado para consoles no dia 07 de abril de 2022 para consoles e esta disponível para PS4, PS5, Nintendo Switch, Xbox One, Xbox Series X|S e PC.

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Imagem padrão
Pedro Hilário
Nerd, gamer, amante de HQs, filmes de terror, colecionador de CDs de bandas que ninguém conhece, barman e Streamer. Prazer, eu sou Hilário.
Artigos: 384
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários