Protagonistas de “This Is Us” contam quais são seus momentos favoritos de toda a série antes da estreia no Star+6 minutos

Toda quinta-feira, estreia um novo episódio da sexta temporada, exclusivamente no Star+; as primeiras cinco temporadas estão disponíveis na plataforma.

A espera chegou ao fim: o primeiro episódio da sexta e última temporada de This Is Us já está disponível no Star+ e nesta quinta-feira (12) estreia o segundo episódio. A aclamada e premiada série dramática retorna com sua última temporada para encerrar a emocionante história da família Pearson e culminar uma jornada memorável que os fãs percorreram com emoção e devoção desde a estreia da série em 2016.

Vislumbrando o final, é inevitável fazer um balanço e o elenco não está isento disso. Por isso, Chrissy Metz, Mandy Moore, Justin Hartley, Sterling K. Brown, Chris Sullivan e Susan Kelechi Watson revelam seus momentos preferidos da série, de seus personagens e como atores, que os marcaram para sempre.

Chrissy Metz (Kate Pearson)

“Uma das minhas lembranças favoritas é de quando estávamos filmando, acho que era o piloto ou o segundo episódio da primeira temporada, estávamos em uma enorme festa de Hollywood em uma mansão, e Toby e Kate estavam dançando e a verdade é que me senti coibida, insegura. Chris Sullivan, o Toby, estava dando voltas pela pista de dança e se divertindo muito. Foi como um reflexo da nossa relação como amigos e como colegas de trabalho, porque eu não tinha experiência na televisão e nunca tinha tido um papel fixo em uma série, e eu estava realmente contida e pensando, não sei se posso fazer isso, não tenho as ferramentas para isso. E lá estava o Chris dando voltas pela pista de dança e se divertindo muito. E eu pensei, claro, ele está me lembrando que eu tenho que me divertir e aproveitar o processo”.

Mandy Moore (Rebecca Pearson)

“Penso no Halloween, com Jack e Rebecca como Sonny e Cher e as crianças com suas fantasias. Penso nas guerras de confetes com eles no dia do aniversário. Penso nas brincadeiras entre Jack e Rebecca da primeira temporada, que foram filmadas em um só take passando pela sala de estar até a cozinha. Penso em quando fiz o cupcake quando estava grávida de oito meses e meio nesta mesma cozinha. É como uma enxurrada de lembranças. Penso também na cena do incêndio da casa. Tantas coisas… É um fluxo constante de seis temporadas de episódios”.

Sterling K. Brown (Randall Pearson)

“Há vários momentos, mas o número um é quando Randall e William se separam pela última vez quando William deixa este mundo. Foi incrível. Não quero ficar emocionado, mas este momento foi muito especial. Ron Cephas Jones e eu nos divertimos muito. Foi incrível trabalhar juntos e me despedir dele naquele momento foi como se Sterling se despedisse de seu próprio pai, que morreu quando eu tinha dez anos. Muitas coisas estavam acontecendo comigo ao mesmo tempo. Então, este é o meu momento especial número um”.

Justin Hartley (Kevin Pearson)

“Eu adoro um em particular: quando Kevin decide ir e fazer o piloto. Decide ir para Nova York e se tornar um ator sério. Ele faz o teste e se sai mal. Ele atua mal na audição e está lá olhando para si mesmo. Ele está nervoso, as palavras saem erradas e ele não sabe o que fazer. Este momento foi muito memorável para mim. De certa forma, foi um tanto catártico”.

“Outro momento bom foi a cena da terapia. A forma como foi filmada foi como um único ato. Então, filmamos várias vezes, e foi incrível porque estávamos todos em uma sala e cada um de nós estava experimentando coisas diferentes. Cada personagem naquela sala tinha uma ideia do que estava acontecendo. E eu não acho que nenhum deles pensou que seria tão profundo, tão intenso e tão explosivo”.

Chris Sullivan (Toby Damon)

“Logo no começo das filmagens, talvez fosse até no piloto, houve um momento em que Chrissy e eu nos olhamos e fomos ambos honestos em demonstrar nossos medos, porque esta foi para nós dois a primeira série importante, em horário nobre. E acho que um dos meus momentos favoritos foi quando olhamos um para o outro e fizemos um pacto, que íamos nos apoiar mutuamente em tudo isso. Porque haveria muita imprensa, muitas premiações e entrevistas, e todas estas coisas. Mas o tempo que nos pertence é o tempo entre o “ação” e o “corta”, e nesse espaço podemos cuidar um do outro, podemos permitir que esse tempo seja nosso para interpretar nossos papéis e fazer o que amamos. Sempre me lembrarei desta conversa. Foi um momento formativo de como iam ser os próximos cinco anos”.

Susan Kelechi Watson (Beth Pearson)

“Um dos destaques para mim foi quando Beth e Randall estavam passando por um período difícil no casamento. Poder interpretar essa linha do enredo e expandir essa relação neste sentido, foi algo que mostrou que nem sempre tudo são flores no relacionamento deles, que há muito o que negociar e que eles continuam tentando estar apaixonados um pelo outro. Acho que isso é algo importante de ser visto. Mesmo quando os casais estão juntos há muito tempo, desde a adolescência, é preciso fazer um esforço, e pode até haver dúvidas. Mas é preciso lidar com isso da melhor maneira possível. E foi importante, inclusive na nossas cabeças, não saber se eles iam se resolver ou não, e deixar que isso se revelasse. Além de ter sido muito interessante interpretar este momento”.

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Imagem padrão
Gustavo Menezes
Artigos: 215
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários