Crítica | Parte 2 de Mestres do Universo: Salvando Eternia (Todos tem a Força)3 minutos

A segunda parte da série animada da Netflix, produzida por Kevin Smith (O Balconista), feita pelo estúdio Powerhouse Animation, acaba de estrear na plataforma de streaming. Com 5 episódios de 25 minutos, continuando a história de He-man, Teela e os Mestres do Universo.

Poster da parte 2 de Mestres do universo: salvando Eternia. - Otageek
Fonte: Netflix

Após o lançamento da primeira parte da animação, muito se falou da falta de He-man na série do He-man, porém a ausência do personagem foi bem justificada nos seus 5 primeiros episódios. Mas se você é daqueles que querem o Príncipe Adam/He-man na tela, pode ficar sossegado. O mais importante dessa série dos Mestres do Universo, além de músculos e poder, é o que aqueles que os possuem fazem com eles.

Então se você veio aqui pra saber se vale a pena continuar assistindo a animação, aqui vão alguns pontos pra te ajudar na decisão. Mas adianto que vale muito a pena continuar.

Ambientação e Animação

Por ser a segunda parte de uma serie imagina-se que a ambientação seja exatamente a mesma, mas não é o caso de Mestres do Universo : Salvando Eternia, pois aqui existe uma expansão do universo de Eternia, com novos lugares e perspectivas que não foram mostradas anteriormente, contribuindo muito mais para estabelecer o ambiente em que tudo acontece.

A animação fica por conta da Powerhouse estúdios, com um ótimo trabalho na criação de cenários, e efeitos gráficos muito bem produzidos. As cenas de lutas são muito boas, e aproveitam muito bem as características individuais de cada personagem no campo de batalha.

Trama

A história continua exatamente de onde parou na primeira parte, mas continua a evoluir personagens, sempre revelando novas camadas do mundo de Eternia, seus moradores e sua magia. Mas o motivo principal continua sendo a retomada do poder, que passa de mão em mão durante toda a temporada. Esse vai e volta pode se tornar monótono a partir do terceiro episódio, mas como são apenas 5 episódios, não chega a estragar muito a progressão dos acontecimentos.

O foco são as ambições e os propósitos dos personagens.

Deus Esqueleto sobre o castelo de Grayskull. - Otageek
Deus Esqueleto
Fonte:Netflix

Personagens

É aqui que a série brilha, pois desde a primeira parte os personagens são colocados em novas situações em que, ou perdem poder ou ganham muita força. Durante a série o roteiro quebra a estrutura de todos os personagens, e é aí que conhecemos quem é quem. Ao receberem tudo o que sempre desejaram ou perderem tudo o que mais importa pra eles, somos apresentados a novas versões de todos os personagens. E isso é muito interessante, porque conhecemos cada vez mais camadas desses personagens tão antigos, que estivaram no imaginário de tantas pessoas. Para alguns isso pode ser uma quebra muito complicada, mas na verdade estão sendo mostrados os verdadeiros Mestres do Universo, como seres tridimensionais e muito interessantes de acompanhar.

Teela encontrando a magia de Eternia - Otageek
Teela encontrando a magia de Eternia
Fonte:Netflix

Mestres do Universo: Salvando Eternia mostra que todos possuem o poder da mudança, mas cabe a cada um descobrir que mudança deseja promover.

Você pode assistir a segunda parte de Mestres do Universo : Salvando Eternia na Netflix.

Leia Também:

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Imagem padrão
Leonel Brito
Um estudante de jornalismo que ama séries, filmes, livros, HQs, documentários, animações, podcasts, música e fotografia.
Artigos: 75
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários