Crítica | Alerta Vermelho: o filme mais caro da Netflix4 minutos

Eis que o projeto mais caro da Netflix, chegou até nós! Alerta Vermelho, novo longa protagonizado por Dwayne Johnson, Ryan Reynolds e Gal Gadot, já está disponível no catálogo da plataforma, prometendo ação, diversão e muito carisma vindo de seus protagonistas. 

Alerta Vermelho, acaba sendo um daqueles projetos que a algum tempo, a Netflix tenta emplacar como uma nova grande franquia de ação. Filmes como Bright, Resgate, Esquadrão 6 e The Old Guard, provam isso.

Além disso, a Netflix, vem buscando destacar seus filmes, seja qual for o gênero ou o local que este será. No drama, ação ou comédia, no Oscar, Globo de Ouro… ou  no seu famoso Top 10. O que a plataforma quer é o destaque de seus projetos e que eles sejam comentados por todos.

Mas, Alerta Vermelho vale a pena?

Dwayne Johnson, Ryan Reynolds e Gal Gadot em imagem de divulgação de Alerta Vermelho
Alerta Vermelho

Primeiramente, 200 milhões de dólares não é qualquer dinheiro dado a um filme. Mesmo sabendo que a Universal iria inicialmente comandar o projeto, ficou claro que uma produção como esta, apenas uma empresa generosa como a Netflix iria se arriscar. 

Pois, nomes como Dwayne Johnson, Ryan Reynolds e Gal Gadot, com salários que permeiam os 20 milhões de dólares, nenhuma outra grande empresa apostaria tanto dinheiro numa nova franquia neste momento. A não ser, é claro, a plataforma de streaming, que busca a todo custo, literalmente, emplacar mais um novo blockbuster.

Pois bem, dirigido por Rawson Marshall Thurber, Alerta Vermelho, claramente se inspira em grandes franquias já estabelecidas nos cinemas. Missão Impossível, 007 e Indiana Jones, são algumas das obras visualmente retratadas em passagens no longa. 

 Ryan Reynolds em cena de Alerta Vermelho
Ryan Reynolds em cena de Alerta Vermelho

Entretanto, mesmo se inspirando fortemente nesses filmes, Alerta Vermelho, não consegue ser igual e muito menos reinventar essas narrativas. Temos aqui uma trama genérica e sem inspiração, que tenta se segurar apenas no carisma de seus protagonistas. 

Carisma, qual, apenas Ryan Reynolds consegue transmitir. Mesmo que Rawson Marshall Thurber, diretor que já trabalhou com Dwayne em outros projetos, aqui, acaba tendo o pior do ator. Isso ocorre, pelo simples motivo de Reynolds roubar a cena em inúmeros momentos com suas piadas fora de hora e, a personagem de Gadot chamar atenção no arquétipo de mulher “badass” sedutora.

Gal Gadot dando umas porradas em cena de Alerta Vermelho
Gal Gadot dando umas porradas em cena de Alerta Vermelho

Entretanto, nada disso funciona. Há uma clara tentativa do longa se sobressair apenas no carisma e interação dos astros, mas, o que vemos é um filme chato e sem qualquer inspiração. 

E, quando pensamos num projeto como este, é claro que as cenas de ação seriam incríveis, não é mesmo? Errado. O que temos é um festival de cenas bagunçadas, lutas picotadas e mal coreografadas, que na maioria das vezes não entendemos nada do que é visto em tela. Há também um exagero na computação gráfica, que claramente foi feito para esconder as fragilidades dos embates do longa.

No mais, Alerta Vermelho, é unicamente um filme de algoritmo que trouxe três grandes nomes de Hollywood para fazer caras e bocas, enquanto dão umas porradas em meio aos inúmeros lugares que vão passando. Mesmo assim, o longa certamente vai chamar atenção pelos astros, se tornará um sucesso e poderá facilmente, ou infelizmente, ter uma sequência.

Veja o trailer:

Leia também:

Crítica | Vingança e Castigo: um faroeste incrível para a Netflix

Crítica | Army of Thieves (Exército de Ladrões: Invasão da Europa)

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Imagem padrão
Lucas Almeida
Artigos: 97
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários