Crítica | Army of Thieves (Exército de Ladrões: Invasão da Europa)5 minutos

O cinema de super-heróis, nunca mais foi mesmo após a passagem de Zack Snyder ao universo DC. Para o bem ou para o mal, o cineasta marcou uma geração de fãs, sendo até hoje lembrado e, digo mais, desejado por muitos, o seu retorno ao mundo que ele mesmo criou. 

Esperta como nenhuma outra, a Netflix, rapidamente trouxe Zack Snyder e lhe deu carta branca para fazer o que quisesse para a sua plataforma de streaming. O longa Army of the Dead foi um sucesso perante os fãs, que muito antes de se imaginar, uma sequência do longa foi anunciada.

Leia também:

Crítica | Army of the Dead: Invasão em Las Vegas

Primeiramente é necessário dizer que Army of Thieves é um projeto um tanto quanto inusitado. Pois, diferente do que acontece em estúdios tradicionais, a Netflix deu sinal verde a este filme, antes mesmo de Army of the Dead ter sido estreado.

Elenco principal de Army of Thieves
Army of Thieves

E, para a alegria da maior plataforma de streaming do mundo, além do grande sucesso, o personagem Ludwig Dieter foi muito bem recebido, se tornando o protagonista certo para a prequela que viria a acontecer.

Pois bem, Army of Thieves – prequela de Army of the Dead – é produzido com contribuição também no roteiro de Zack Snyder. Já a direção ficou por conta do protagonista do filme Matthias Schweighöfer.

O ator e diretor Matthias Schweighöfer, tendo uma certa familiaridade com o gênero de comédia, acaba trazendo-o para este filme, que além de muito válido, proporciona um frescor ao universo inicialmente estabelecido por Zack Snyder

Army of Thieves é bom?

Mas então, Army of Thieves é um projeto bastante semelhante ao seu antecessor. Ou seja, um time de assaltantes, cada qual com sua habilidade específica e todos com um único objetivo: roubar! 

Entretanto, essas semelhanças acabam por aí! Com pitadas de comédia romântica e nada de Zumbis, Schweighöfe propõe o que sabe fazer de melhor, conseguindo – em boa parte – nos divertir do começo ao fim. 

Matthias Schweighöfer em cena de Army of Thieves
Matthias Schweighöfer em cena de Army of Thieves

Essa familiaridade com a comédia, acaba sendo válido na história e no desenvolvimento do protagonista. Já estabelecido como o “nerd” medroso no primeiro filme, aqui, conseguimos entender muito mais do seu personagem e perceber o quão inteligente e interessante ele é.

Mesmo que a narrativa, por vezes, acabe sendo um tanto quanto apressada, há um bom desenvolvimento na relação dos personagens, dando ênfase no romance estabelecido com a Gwendoline, personagem vivida por Nathalie Emmanuel.

Matthias Schweighöfer e Nathalie Emmanuel cena romântica de Army of Thieves
Matthias Schweighöfer e Nathalie Emmanuel em cena romântica de Army of Thieves

Agora, a decisão de não ter Zumbis, acredito que decepcionará boa parte dos fãs. Mesmo que haja uma menção ou outra aos acontecimentos de Las Vegas, acaba-se sendo pouco ao universo criado e, principalmente as pessoas que esperavam mais dos mortos-vivos. 

Mesmo assim, Army of Thieves é um filme sólido, charmoso e interessante de acompanhar. Muito, é claro, pelo carisma do protagonista e pelo seus motivos pessoais de entrar para a tal equipe de criminosos. 

Matthias Schweighöfer consegue balancear bem os cacoetes de Zack Snyder, deixando-os mais claros nas ótimas cenas de ação. Estas que, mesmo poucas, são bem feitas e filmadas de forma interessante, que poderá até te pegar de surpresa, por não estarem esperando. 

Nathalie Emmanuel em cena de Army of Thieves
Nathalie Emmanuel em cena de Army of Thieves

Assim, o diretor consegue deixar a sua marca nos momentos cômicos e românticos e, também na fotografia, remetendo ao cinema Europeu. Mas, quando o longa precisa reconhecer ser parte do universo de Army of the Dead, a história encaminha-se para tal, e assim, perde certo potencial, para que seu protagonista junte-se à história que de fato já conhecemos.

Pois bem, Army of Thieves, até expande bem esse universo do Zack Snyder da Netflix. E, mesmo que o filme tenha semelhanças do cineasta, por vezes esquecemos que faz parte do mesmo mundo. É claro, pela visão e carinho que Schweighöfer tem sobre o personagem, deixando o longa mais divertido e confortável de acompanhar até seus momentos finais.  

Veja o trailer:

Army of Thieves está disponível no catálogo da Netlfix.

Leia também:

2ª temporada de The Witcher | Netflix divulga trailer e pôster oficiais

Netflix | É impossível fugir do passado: Imperdoável ganha data de estreia

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Imagem padrão
Lucas Almeida
Artigos: 97
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários