Crítica | Nove Desconhecidos do Amazon Prime Video5 minutos

Recém-chegada no Prime Video, Nove Desconhecidos é uma minissérie baseada no livro homônimo escrito por Liane Moriarty (Pequenas Grandes Mentiras). A adaptação conta com um elenco de peso, com nomes como Nicole Kidman – que também é produtora executiva da série –, Melissa McCarthy, Luke Evans e Michael Shannon.

Na trama, acompanhamos a trajetória de nove pessoas desestabilizadas por problemas pessoais que começam a influir brutalmente em suas vidas. A fim de amenizar o impacto desses problemas, então, essas pessoas recorrem a um resort de luxo que garante a cura e transformação, o Tranquilium House, onde ficarão afastados de qualquer contato com o mundo durante dez dias.

protagonistas da série Nove Desconhecidos

Os Desconhecidos

As problemáticas dos personagens são temas fartamente discutidos em séries, livros e filmes. Muitos deles lidam com demônios internos como luto, vício em remédios, relacionamentos em crise e diferentes questões psicológicas. Nesse sentido, cada um carrega consigo seus segredos, traumas e medos relativos a tudo isso, algo que vamos conhecendo aos poucos.

A cada episódio, mergulhamos um pouco mais na vida dos personagens, inclusive na vida da própria diretora do resort, Masha, que apesar de parecer espiritualmente superior e bem resolvida, vive atormentada por fantasmas do passado.

Isso acaba por tornar a série e a construção dos personagens muito instigante, pois algo novo da personalidade dessas pessoas é revelado a cada episódio, sempre acompanhado de um gancho que desperta a curiosidade de quem assiste.

O modo como essas pessoas são obrigadas a lidar com seus problemas durante o retiro é o que marca o diferencial da série. Masha administra o “tratamento” por meio de drogas, psicotrópicos e alucinógenos que provocam constantes ilusões e visões de acontecimentos/pessoas que rememoram seus segredos, fazendo com que precisem lidar “cara a cara” com aquilo que temem.

Cena da série Nove Desconhecidos - Otageek

É através desse enfrentamento que a série consegue discutir sobre os traumas dos personagens de forma a gerar reflexões em quem assiste. No entanto, em alguns momentos, esse caminho do uso de drogas se torna um acontecimento repetitivo ao longo dos episódios, e acabamos por acompanhar cenas nas quais os personagens só vivem em um grande ciclo de leseira.

Por outro lado, quando a viagem dos alucinógenos realmente encontra seu destino, é muito interessante acompanhar como os personagens enfrentam seus demônios, como lutam contra eles.

A transição de gêneros

Nove Desconhecidos é classificada no Prime Video como uma série de drama, no entanto, uma coisa extremamente perceptível no decorrer dos episódios é a transição súbita entre diferentes gêneros.

Em cenas, por exemplo, em que os personagens estão se entrosando e começam a se conhecer melhor, é possível ver que há um sentimento mais leve, que sempre vem acompanhado de acontecimentos engraçados, até mesmo cômicos. Mas basta uma aparição de Masha, ou mesmo um olhar entre aqueles que trabalham no resort, para o clima já se transformar em um suspense, como se de repente algo muito ruim pudesse acontecer.

Masha, personagem de Nove Desconhecidos - Otageek

Essas trocas inesperadas acontecem constantemente durante um episódio, às vezes até mesmo com um personagem que está vivendo um momento divertido, quando inesperadamente uma música de tensão toma conta do ambiente e o próprio personagem se transforma. Isso é algo que pega o espectador desprevenido e gera uma tensão e ansiedade quanto aos próximos acontecimentos.

Esse é também um dos pontos interessantes da série. A combinação desses gêneros, apesar de por vezes ser uma mudança brusca, contribui para a quebra de expectativas quanto aos próximos acontecimentos e até mesmo para nos questionarmos sobre ‘o que mais esse personagem está escondendo?’.

Nove Desconhecidos é uma ótima opção para quem está procurando uma série frenética para maratonar. Os episódios sempre se findam com ganchos que brincam com nossa curiosidade e nos levam a sempre querer ver “só mais um episódio”. Apesar de esbarrar em alguns exageros, não é algo que toma conta da trama, muito menos a deixa cansativa. A série também é pequena, contando com 8 episódios, com cerca de 45 à 55 minutos cada.

Confira o trailer:

Leia também:

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Imagem padrão
Daniela Palmeira
Olá pessoal! Sou estudante de jornalismo, apaixonada por literatura e cinema! Estou por aí sempre escrevendo e conversando sobre livros, filmes e séries.
Artigos: 64
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários