Confissões de uma Garota Excluída | Pré-estreia e bate-papo5 minutos

Confissões de uma Garota Excluída é um filme dirigido por Bruno Garati, baseado no romance Confissões de uma Garota Excluída, Mal-amada e (um pouco) Dramática, de Thalita Rebouças, que também é roteirista do longa. O filme é uma produção da Netflix e estará disponível exclusivamente no catálogo do streaming a partir de 22 de setembro.

Nós do Otageek fomos convidados pela Netflix para participar da pré-estreia e bate-papo sobre o filme, no qual tivemos a oportunidade de ouvir Thalita Rebouças, Klara Castanho e convidados, que conversaram principalmente sobre o impacto de participar e assistir ao filme e suas principais temáticas. Confira aqui o que esperar do filme e um pouco do que rolou no bate-papo:

Pôster do filme Confissões de uma Garota Excluída - Otageek

Quem é a Garota Excluída?

Tetê (Klara Castanho) é uma garota que está enfrentando a adolescência, da forma mais conturbada possível. Seus pais estão enfrentando uma crise financeira e agora moram “de favor” na casa dos avós. E por isso ela teve que mudar para uma escola onde não conhece ninguém a fim de iniciar o ensino médio. Em meio à sua nova vida, Tetê só quer fazer novos amigos, ter uma vida social bem-sucedida e tentar fugir dos perrengues de garota excluída. Será que é pedir demais?

O filme se desenvolve sempre com bom humor, leveza e carisma e trabalha diversas temáticas caricatas e problemáticas da adolescência. Em muitos momentos acompanhamos Tetê tendo que lidar com o bullying, juntamente com a ansiedade que isso lhe causa e como, sem outra alternativa, ela tem que enfrentar esses problemas. Somado a isso, vemos também os conflitos familiares que colaboram para ela se questionar ainda mais sobre sua personalidade e que sempre deixam a sementinha da dúvida de como é possível conseguir se sentir confortável sendo ela mesma.

Elenco do filme Confissões de Uma Garota Excluída - Otageek

Frente a tudo isso, muitas vezes Tetê se vê perdida e sem forças para estar sempre lutando contra o mundo, no entanto descobre na amizade sincera – de quem a aceita como a diva que ela é – aquilo que precisa para sair do buraco e encarar de frente todos os seus problemas. Agora não mais sozinha, mas acompanhada de muito amor.

Dessa forma, encontramos no filme, discussões importantes de serem tratadas durante a adolescência ou mesmo depois, focando principalmente na questão do bullying, os danos psicológicos que podem ser causados por este, autoaceitação, as relações familiares e a amizade como um ponto crucial para conseguir passar por tudo isso.

O que rolou no bate-papo

Após a exibição de Confissões de uma Garota Excluída, o bate-papo contou com a presença de Thalita Rebouças e Klara Castanho, que comentaram sobre a produção do filme. O evento também teve a participação dos convidados Mc Soffia e Igor Saringer, que fizeram comentários sobre o filme e compartilharam momentos de suas vidas em que se identificaram com Tetê. A mediação da conversa ficou por conta de Thaynara OG.

Sobre sua participação no filme interpretando Tetê e sobre as temáticas que ele aborda, Klara Castanho conta que essa foi uma personagem muito importante para ela e comenta: “Era o filme que eu queria ter assistido quando eu tinha 15 anos”. A atriz disse ver no filme um lugar de empatia e identificação para todos os adolescentes que se sentem deslocados e excluídos e podem ver, por meio da personagem, que não estão sozinhos. Além disso, acredita que pode gerar também nos adultos essa mesma identificação e uma forma de reconhecer situações que já podem ter feito parte de sua vida.

Thalita Rebouças, que ficou muito emocionada ao final da exibição, falou sobre como estava feliz com o filme, e como a proposta de juntar a leveza e bom humor com temas como bullyng, saúde mental e as relações familiares, é essencial para fazer as pessoas compreenderem e refletirem sobre esses assuntos. Thalita Rebouças complementou, ainda, dizendo que acredita que “O riso é um grande instrumento para fazer pensar”.

Mc Soffia e Igor Saringer também comentaram sobre como foi o período da adolescência para cada um e como se identificaram com algumas das situações de Tetê.  Os convidados expressaram seus sentimentos e opiniões quanto ao filme, contribuindo com suas experiências e passando importantes mensagens de empoderamento.

Outro ponto muito importante mencionado no bate-papo foi a questão da saúde mental que o filme aborda e o Setembro Amarelo. Thaynara OG destacou a importância de discutir esse assunto, de sempre buscar ajuda médica e conversar com família e amigos. Thalita Rebouças também reforçou esse comentário, dizendo que ninguém está sozinho, que “precisamos falar sobre nossas dores, tá tudo bem doer” e que, apesar de toda dor, tudo passa.

Confira o trailer:

Leia também:

E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Imagem padrão
Daniela Palmeira
Olá pessoal! Sou estudante de jornalismo, apaixonada por literatura e cinema! Estou por aí sempre escrevendo e conversando sobre livros, filmes e séries.
Artigos: 64
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários