Crítica | Aprendendo a viver com Falcão e Soldado Invernal5 minutos

A nova série da Marvel Studios chegou ao Disney + nesta sexta-feira, dia 19.

Falcão e Soldado Invernal é a nova empreitada da Marvel Studios na TV. Pegando dois personagens não desenvolvidos nos filmes, a nova série pretende mostrar um lado diferente de Sam e Bucky e do governo americano que até então não haviam sido explorados. E mesmo com apenas um episódio, as qualidades e o potencial da obra já se encontram.

Ainda é difícil pensar na Marvel Studios abordando o formato seriado. Mas Falcão e Soldado Invernal já mostra a que veio nos primeiros minutos. Tem uma direção embalada, perpassando por camadas diferentes da personalidade de cada personagem.

Aqui, vemos Sam e Bucky tentando lidar com suas vidas após os eventos de Ultimato. Enquanto Falcão está de volta no exército, o Soldado Invernal busca viver dentro das normas da ética moral. Mas o ponto em comum aqui está na tentativa de ambos de resolver questões pretéritas.

Parte do poster principal da série Falcão e Soldado Invernal
Imagem promocional da série

Bucky precisa lidar com o peso de sua consciência voltando depois de largar a identidade de Soldado Invernal. Enquanto isso, Sam retorna para a casa de sua irmã, o que faz o personagem enfrentar as consequências dos eventos. São nessas pegadas que o episódio vai buscar traçar um comentário social em cima do exército.

Ao passo que Falcão precisou ir para o exército como uma forma de sustentar sua família, o Soldado Invernal foi privado de ter emoções e transformado em uma máquina de matar. Ambos os personagens estão envolvidos em mágoas e raiva, sentimentos que são transportados para a ação.

Diferentemente dos primeiros episódios de WandaVision, cujos diálogos eram mais necessários para a construção de núcleo, a chave para entender este primeiro episódio de Falcão e Soldado Invernal está na ação. Logo nas primeiras cenas, vemos os personagens entrando em combate e mostrando como a rotina frenética faz parte de suas vidas.

Bucky e Sam trajados para combate em um missão
Bucky e Sam indo à luta.

As cenas de luta protagonizadas por Falcão são mais divertidas, demonstrando que aquilo não é apenas trabalho para Sam, mas já virou uma forma de diversão. Porém, ele não abre mão da violência, formando uma combinação de pessoal e profissional. O Soldado Invernal, por sua vez, já não tem a mesma relação com o combate.

Para Bucky, a luta não envolve nenhum contato emocional, é apenas violenta. Sua ação é muito mais densa, bruta, pesada e obscura. Isso até ajuda a trazer mais seriedade para o universo da Marvel, mesmo que seja com um episódio. Vemos que os dois são violentos em combate, mas com valores diferentes.

Falcão e Soldado Invernal conversando em um barco
Sam e Bucky conversando.

Mas o diferencial dentro da produção está no foco principal, pois não há uma busca para explorar o subconsciente de ambos. A premissa da série promete acompanhar a personalidade dos dois, como funcionam separados, para só então se juntarem. Existe uma grande diferença de camadas quando a direção explora Falcão e quando explora o Soldado Invernal.

Falcão tem seu senso de humor presente, mas seu núcleo nesse episódio pesa muito mais para o dramático. Já Soldado Invernal tende a lidar com seus problemas de forma muito mais ácida, trazendo piadas de cunho sarcástico de maneira muito natural.

Diferentemente de outras produções do UCM, o primeiro episódio de Falcão e Soldado Invernal consegue estruturar e segurar a tensão. Se mantém fiel ao seu comentário, enquanto abrange de maneira mais densa qual vai ser o rumo da série.

Sam andando e segurando o escudo
Sam segurando o escudo.

O episódio também já deixa claro para onde a série vai, sem deixar muito espaço para devaneios de fãs ou teorias. É uma produção que está caminhando por um terreno muito mais seguro, com elementos da fórmula Marvel, ao mesmo tempo em que não abre mão de elementos próprios e uma personalidade maior.

Se WandaVision já mostrou que o solo da Marvel vai ficar mais fertilizado com séries para o Disney+, talvez Falcão e Soldado Invernal consiga reafirmar essa premissa. É o segundo passo da Fase 4, mas pode deixar muitas sementes para outros núcleos dentro do mesmo universo. A Marvel pode estar se encaminhando para um universo muito mais amplo e solto de algumas amarras da fórmula.

Ainda não sabemos como os filmes vão se desenrolar, porém, se forem como as séries, teremos produtos de ótima qualidade. A obra já prende a atenção no primeiro episódio e consegue nos empolgar para o futuro. Por mais que seja uma novidade, a série já tem tudo para arrastar o espectador para mais capítulos.

Continue Lendo:

E para comprar produtos de Falcão e Soldado Invernal na Amazon, utilize nossos links abaixo e nos ajude a continuar produzindo Jornalismo Cultural de Credibilidade!


E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Imagem padrão
Paulo Miranda
Artigos: 26
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

Acompanhe o Otageek nas redes sociais

pt Português
X