Crítica | A realidade dramática nua e crua de “Em Busca da Vida”4 minutos

"Em Busca da Vida" mostra a caminhada do ser-humano em uma linha tênue entre o paraíso e o inferno.

Sinopse de Em Busca da Vida: Han Sanming, que trabalha em minas de carvão e Shen Hong, uma enfermeira, retornam à cidade chinesa de Fengjie, prestes a ser engolida pela barragem de Três Gargantas, para resolver assuntos pendentes.

Direção: Jia Zhangke.

Elenco: Tao Zhao, Zhou Lan, Sanming Han, Lizhen Ma e Hongwei Wang.

O filme está disponível até o dia 15/02 na plataforma Supo Mungam Plus em sua parceria com o My French Film Festival.

Dois asiáticos em uma moto no filme Em Busca da Vida
Imagem do filme “Em Busca da Vida” (2006).

Conflitos e contexto histórico

O longa-metragem do diretor Jia Zhangke, que foi ganhador do maior prêmio do Festival Internacional de Cinema de Veneza em 2006, carrega dramas culturais, familiares, pessoais e econômicos de forma expositiva e com uma sutileza que aproxima o telespectador da vida real.

A trama acompanha dois personagens principais com vidas distintas, mas ambos possuem feridas ainda abertas do passado que são, de certa forma, semelhantes.

O minerador Han (Han Sanming) é um homem de classe baixa que está à procura de sua esposa, que o deixou há 16 anos, e de sua filha adolescente que nunca chegará a conhecer. Já Shen Hong (Zhao Tao) é uma enfermeira atrás de seu marido que desaparecera sem avisar após ser contratado para trabalhar em uma barragem.

Para isso, Han e Shen Hong vão até o condado Fengjie. Entretanto, boa parte do local havia sido inundado para a construção da usina Três Gargantas no rio Yangtze, e o segundo estágio da inundação estava prestes a acontecer.

Três Gargantas é considerada a maior barragem do mundo e um local de grande conflito cultural e político por conta de questões ambientais e humanitárias. Mais de um milhão de pessoas foram desalojadas para a construção da barragem. Jia Zhangke usa esse pedaço de história a fim de explorar ideias visuais e o comportamento humano.

Homem olhando para prédios devastados
Imagem do filme “Em Busca da Vida”.

O visual

Elegantemente filmado por Yu Likwai, a obra começa com uma série de panos laterais quase contínuos que mostram homens, mulheres e crianças reunidos em um barco no rio Yangtze, perto da barragem. A câmera percorre os passageiros devagar o suficiente para que o telespectador possa ver cada um rindo, conversando e descansando.

Ao longo do filme, enquanto acompanha-se os personagens em suas jornadas separadas – unidas apenas pela coincidência da busca – a vista muda para uma realidade mórbida de prédios caídos na região do vale já demolida em antecipação para a inundação planejada.

Em um tipo de paradoxo, a fotografia é embelezada pela paisagem montanhosa da região. Tem-se uma conexão entre a paisagem natural e a feita pelo homem – entre a beleza fácil da natureza imutável e a beleza lúgubre, porém misteriosa, da cultura devastada.

Mulher na frente de um rio com expressão séria
Imagem do filme “Em Busca da Vida” (2006).

De certa forma, a China é o personagem central de Em Busca da Vida.

Apesar do peso do ambiente devastado, o filme possui um toque de leveza que pode ser reconfortante. Os personagens centrais, além de carregar seus fantasmas do passado, possuem suas próprias questões – enquanto buscam seus amados, procuram também a si mesmos.

Com um roteiro bem construído, personagens profundos, fotografia seleta e uma trilha-sonora meticulosa que promete emocionar o público nos momentos certos, “Em Busca da Vida” mostra a caminhada do ser-humano em uma linha tênue entre o paraíso e o inferno.

Leia também:


E se você gostou do nosso conteúdo, apoie-nos através das nossas redes sociais e acompanhe nosso podcast

Facebook RSS Youtube Spotify Twitch


Receba conteúdos exclusivos!

Garantimos que você não irá receber spam!

Compartilhe essa matéria!
Default image
Isabelle Ferreira
Articles: 34
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

Acompanhe o Otageek nas redes sociais

pt Português
X